Guia de Ferramentas 5 - Elimine Desperdícios

 
elimine desperdicios.png
 

O modelo inspirador

O Sistema MDA é uma forma pioneira de aplicação da filosofia lean na agropecuária, implantado com sucesso em centenas de fazendas.
01.jpg

Evento Kaizen

EVENTO KAIZEN é uma das ferramentas mais poderosas do Sistema MDA. É uma das formas de engajar os empregados, promovendo sua participação nas ações de melhoria dos processos e,  principalmente, na solução dos problemas de modo que eles não voltem a acontecer.
Comece a utilizar o método com as anomalias recorrentes. Antes da reunião semanal divida as anomalias em  categorias e veja qual categoria deveria ser trabalhada mais a fundo, abrindo um Evento Kaizen. Esses eventos serão uma ótima oportunidade para padronizar os processos da fazenda.

Uma vez que o método tenha se tornado natural para você, comece com problemas mais complicados, como os ligados à melhoria contínua de indicadores.

Asset-1@3x.png

Padronização de Processos

A PADRONIZAÇÃO DOS PROCESSOS é a principal ferramenta para reduzir a  variação dos resultados e deve ser feito antes de se iniciar um Evento Kaizen, seguindo os seguintes passos:


1. ESCREVA O PROCEDIMENTO OPERACIONAL, A INSTRUÇÃO DE TRABALHO E O CHECK LIST:

  • Escreva com resultados em mente

  • Defina início e fim

  • Acompanhe os operadores e peça ajuda

  • Escreva na forma de texto a partir do que está sendo feito

  • Não mude a forma que está sendo feito

  • Coloque no formato de diagrama

2. FAÇA REVISÃO EXTERNA:

  • Receba ideia dos consultores e técnicos

3. CAPACITE:

  • Para que as pessoas saibam como fazer

4. MONITORE:

  • Para retreinar e valorizar o trabalho

5. ACOMPANHE OS INDICADORES

fluxogram.png

Capacite

Depois de organizar o fluxograma do processo, montar o checklist e elaborar as instruções de trabalho, apresente tudo isso para as pessoas.
Assim você valida as informações e capacita todos para executar a tarefa da mesma forma.


Não esqueça de seguir os 9 Passos de Capacitação de Pessoas no Ambiente de Trabalho.


Monitorias e Checklist

Após treinar os operadores, peça para eles fazerem o trabalho sozinhos, mas mostre a quem eles devem procurar para sanar dúvidas. MONITORE o trabalho periodicamente. No início, várias vezes ao dia e vá espaçando à medida que ele dominar as tarefas. Documente o  desempenho do funcionário de maneira que, no final, você possa fazer a  monitoria somente uma ou duas vezes ao ano.


O CHECK-LIST é o conjunto de itens que devem ser verificados antes de se executar determinada tarefa. O operador deve verificar item por item da lista e marcar que ele está conforme. A tarefa só pode ser iniciada quando tudo estiver conforme esperado.


O check-list reúne somente itens que, caso não estejam em ordem/ dentro das conformidades, impedem que a tarefa seja executada.

checklist-mockup.png

Encontrou algum problema ou erro?

Nos ajude a corrigir reportando abaixo.